domingo, 6 de abril de 2014

Com até 70% off, lojas atraem clientes

Foto: Patrícia Dantas

Shopping lotado. Faixas vermelhas e amarelas coladas nas vitrines. Filas no caixa. Números acompanhados do símbolo de porcentagem em frente às lojas. Palavras em inglês, como sale e off, por todos os lados. O cenário, típico de um momento que os consumidores adoram, é comum nesta época do ano, quando as lojas, além de trazerem novidades, colocam as peças mais antigas em liquidação.

Famosa entre os consumidores, a liquidação é a grande responsável por essas filas e faixas nas lojas. Geralmente, ela ocorre na chegada de uma nova estação, época em que as marcas renovam suas coleções, divididas em primavera/verão e outono/inverno. Para quem não quer gastar muito é o melhor momento para sair às compras, já que é possível adquirir peças com até 70% de desconto.

A estudante Brunna Laurino Augusto está entre os milhares de consumidores que aproveitam esta época do ano para fazer suas compras. “Eu não tenho renda grande e já que não trabalho, tento comprar tudo com desconto, ainda mais quando aquele casaco lindo está pela metade do preço”.

Para Brunna, essa época é ótima para comprar peças de outras estações. “Quando é verão e está vendendo roupas de inverno ou vice versa, vale a pena, pois sai mais barato que comprar na época de lançamento da coleção”. Ela ainda diz que costuma visitar mais as lojas em época de liquidação. “Moro perto do shopping Praiamar, então como a maioria das lojas oferecem descontos no mesmo período, sempre acabo entrando em todas elas”.

O mesmo acontece com a auxiliar de escritório Stephanie Grande, que também aproveita o período de liquidação para visitar mais as lojas. “Sempre dou uma olhada para ver se algo me interessa”. Segundo ela, a liquidação é um ótimo momento para comprar mais peças por um preço acessível. “Entro na loja de curiosa e sempre levo algo”.

Entre as vitrines com faixas anunciando desconto, está a Criatiff,  localizada no shopping Praiamar. A loja, que fabrica suas próprias roupas, faz a famosa liquidação a cada troca de coleção e oferece até 70% de desconto nas peças vendidas. Segundo a subgerente Marilene de Sousa Melo, todas as peças ganham desconto e a loja também conta com roupas de tamanhos especiais, que geralmente custam mais para o consumidor.

Conhecida por seus preços baixos na área de calçados, a Pontal, também localizada no shopping Praiamar, está toda decorada com avisos de desconto. Em vermelho e pendurados no teto, os avisos prometem até 50% de desconto. Stephanie Grande, que conheceu a loja graças a de uma liquidação, diz que adora a loja. “Normalmente tem sapatos por um preço bom. Alguns são de marca própria e tem uma boa qualidade”.

O subgerente Gustavo Fernandes diz que os preços da loja já são acessíveis e, em época de liquidação, ficam ainda mais. “Nessa época, as vendas aumentam em uns 10%”. Brunna, que aproveita o período para também adquirir calçados, aproveita os preços baixos. “Um descontinho nos sapatos é sempre bom”.


Baixas temperaturas

Na cidade, a liquidação vem em um momento oportuno para o consumidor. Com as baixas temperaturas das semanas anteriores, muitos santistas foram pegos de surpresa e desprevenidos. A solução? Aproveitar os altos descontos para adquirir peças de inverno sem gastar muito.

Este foi o caso da Criatiff. A subgerente Mariele de Sousa Melo diz que, no local, a liquidação começou no mês de julho. Porém, com a queda das temperaturas, houve um aumento nas vendas. “Mesmo assim, ainda tivemos clientes procurando por peças de verão, como bermudas e regatas”.

O mesmo aconteceu na Pontal, segundo o subgerente Gustavo Fernandes. “Houve uma maior procura por botas”. Ele, que diz ter se surpreendido com a queda da temperatura, diz que os calçados chegaram à loja no mês de maio, mas a venda cresceu no período de frio rigoroso.

Stephanie Grande aproveitou as baixas temperaturas e os preços baixos para adquirir um tênis. “Por conta do frio, comprei um tênis na Pontal”. Já Brunna comprou um casaco. “Aproveitei antes que o frio piorasse e comprei”.


Nova e antiga coleção

Com a ida e vinda do frio, as lojas estão aproveitando para também vender peças da estação passada. O subgerente da Pontal, Gustavo Fernandes, diz que equilibra peças de ambas na loja. “O consumidor consegue encontrar o que precisa”. Já na Criatiff, segundo a subgerente Marilene de Sousa Melo, a nova coleção traz peças como o cardigan e blusas de meia manga.

Além disso, peças de coleções diferentes nas lojas acabam atraindo consumidores. Stephanie Grande aproveita as liquidações, mas sempre olha outras peças. “Se meu orçamento der para comprar algo que eu gosto, eu levo, independente de estar com desconto ou não.” A auxiliar de escritório diz que quando gosta muito de alguma peça não espera a época de descontos. “Compro para não correr o risco de ficar sem”.

O mesmo acontece com Brunna Augusto, que prefere aproveitar o momento. “Normalmente, eu levo as peças com desconto, mas dependendo o que for, levo uma e outra”. A estudante também diz que prefere comprar a roupa, mesmo sem desconto, para não perder a oportunidade. “Se eu compro uma calça e depois ela custa R$50 mais barato, é um sofrimento… Mas passa!”.


Diferença de preços

As roupas remarcadas acabam atraindo mais os consumidores. Stephanie Grande afirma que sempre checa o preço anterior. “Costumo comparar para saber se vale a pena o desconto”.

Brunna Augusto também prefere comparar o preço remarcado com o anterior. Segundo ela, algumas lojas remarcam as peças, mas o desconto é pouco. “Já vi loja abaixar em cinco reais e dizer que ela custava muito mais, quando na verdade não custava”.


Matéria publicada no jornal laboratório Primeiro Texto da Universidade Santa Cecília em 04 de setembro de 2013. Link original.